Inovação Incremental: O que é e como utilizar na sua empresa!

  • by
inovação incremental

Quando se pensa em inovação muitas ideias se vem à mente, mas será que todos entendem o que é inovar?

Conforme afirma o Professor Dr. Mario Salerno da Escola Politécnica da USP , inovação é um processo organizacional e gerenciável que gera resultados econômicos e sociais para o mercado ao qual se está inserido. 

Parece complicado, mas na verdade é bem simples. O que ele está dizendo é que inovação nada mais é que a transformação de novas ideias em resultados.

Por que frases como “quem não inova está fadado a ser eliminado” ganham cada vez mais espaço nas publicações? 

Porque é através da inovação que as empresas estão conseguindo se diferenciar de seus concorrentes, criando vantagens competitivas, ditando novas regras para o mercado. Inovar significa buscar o crescimento e a liderança todos os dias, envolve criatividade, persistência e risco

Um exemplo bem simples para entender inovação e força competitiva é o case do Valdir Pipoqueiro, que com novas ideias transformou seu carrinho de pipocas em um grande sucesso e hoje dá palestras sobre empreendedorismo e inovação.

Parece simples demais? Bem,  a inovação acontece em qualquer negócio, de qualquer tamanho e segmento. Mas então porque será que sempre associamos a robôs, carros ultra tecnológicos e aplicativos….

A inovação acontece em diversos níveis e ainda é preciso diferenciar inovação incremental, disruptiva e radical, o que será feito através de uma jornada de artigos, o start será com a INOVAÇÃO INCREMENTAL.

Mas afinal o que é inovação incremental?

Inovação Incremental:

O conceito foi idealizado por Joseph Schumpeter que diferencia inovação incremental e radical em seu livro Business Cycles (1939). Schumpeter aponta que o primeiro é um progresso em cima de algo já existente, e o segundo é o desenvolvimento de algo completamente novo.

Portanto, as mudanças através da inovação incremental como sintetiza o The New York Times é um processo continuo de melhoria e avaliação gradual, onde muitas vezes, isso significa adotar ideias e ferramentas que já são existentes mas que fazem sentido em um novo contexto, ou readapta-los para os desafios atuais.

Ainda em um estudo  Harvard,  afirma que a inovação incremental pode manter as empresas competitivas no curto prazo.

Em artigo do Decision Making Solutions traz duas listagens, à seguir: 

(infográfico) Características que distinguem melhorias incrementais
(infográfico) Quando a inovação incremental é inadeuqada?

Exemplos práticos

GILLETE

Um dos exemplos mais citados sobre inovação incremental é a Gillete, que usou desse artifício para se manter à frente de seus concorrentes. Afinal em cada versão de suas máquinas de barbear adiciona mais lâminas, diferencia design e aplica novas funcionalidades. Como o aparelho GILLETTE STYLER MULTIFUNCIONAL que se distingue como aparador, barbeador e aparelho de acabamento.

Outros exemplos

Se analisar, muitos dos produtos ou serviços cotianos é possível analisar essa tendência, a cada nova versão do sistema IOS, cada atualização de um aplicativo ou até mesmo a Coca Cola com suas extensões (Cherry Cola). A Faber Castell, que sempre lança um novo design, resolveu o problema das crianças que escrevem com força ao incorporar as pontas vai e vem das canetas hidrográficas

Da mesma forma, ao adicionar stories ao Facebook, Instagram e WhatsApp, o grupo incrementou suas plataformas com um recurso semelhante ao de seu concorrente (Snapchat). O grupo Facebook com essa inovação incremental se tornou mais competitivo, ditou regras dentro do mercado e fez com que outros concorrentes o seguissem (Linkedin e Twitter se renderam aos stories)

Quer saber mais sobre inovação? Então assine nossa newsletter!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *